24 horas em Edimburgo: o que fazer?

  • por:
  • 7 de setembro de 2017
  • Nenhum comentário
24 horas em Edimburgo: o que fazer?

Eu tive certeza que 24 horas em Edimburgo não seriam suficientes assim que pisei na cidade. Foi paixão a primeira vista. “Meu Deus, que cidade linda”, foi o que pensei. Nós ficamos hospedados no Haymarket Hub Hotel, na Rua Clifton Terrace, a poucos quarteirões da famosa Princes Street. De todas as cidades que conheci ao longo dessa humilde vida de viajante, sem dúvida essa foi a que mais me surpreendeu, pois superou todas as expectativas do início ao fim.

Vou descrever e dar dicas sobre o que fazer em 24 horas em Edimburgo, mas já adianto que o maior arrependimento dessa viagem foi não ter separado pelo menos mais dois dias para vivenciar essa cidade tão surpreendente.

Chegamos em Edimburgo no fim da tarde, após dirigirmos desde a Ilha Skye e pararmos para conhecer o Castelo de Stirling. Mas não havia espaço para o cansaço. Deixamos as malas no hotel e fomos passear na Princes Street, uma das principais ruas da cidade, que está localizada na parte conhecida como New Town (fundada a partir de 1760).

Princes Street

A Princes Street é uma rua comercial que foge dos padrões das grandes cidades turísticas. Apesar de ter visitantes, é possível vivenciar o vai e vem dos próprios escoceses, passeando, fazendo compras, indo ou saindo do trabalho.

Vários pontos de interesse podem ser visitados nela, como o Scott Monument, o Balmoral Hotel com sua imponente torre e o Princes Street Garden. Ela se estende até o Parque Calton Hill, um dos atrativos mais visitados da cidade, que conta com a melhor vista da região.

24 horas em EdimburgoAlém de todas as lojas sofisticadas e de departamentos, dela é possível apreciar um paredão de prédios e casas da Old Town (região mais alta – foto). Não é um simples paredão de construções, é uma vista surreal de linda. Dali também é possível apreciar, no alto, em um rochedo vulcânico, o imponente Castelo de Edimburgo. Assistimos o anoitecer durante o passeio e de brinde ganhamos uma lua cheia maravilhosa. Ah, também aproveitamos para fazer algumas comprinhas na Primark, uma das lojas de departamento presentes na Princes Street.

Pub Nicholson’s

24 Horas em Edimburgo

Nessa nossa única noite em Edimburgo resolvemos conhecer um Pub tipicamente escocês. Escolhemos o Haymarket Nicholson’s, localizado na West Maitland Street, bem pertinho do hotel. Uma delícia de lugar, com muitos residentes e poucos turistas. Destaque para o balcão com diversas torneiras de chopes. Quem gosta de cerveja pode se jogar. Para comer, muitas opções de tira-gostos. Optamos por um prato caprichado com torradas, linguiça, peixe empanado, azeitonas temperadas e cebolas empanadas. Um ambiente muito gostoso. Vale dizer que tem vários Nicholson’s expalhados pela cidade. Indico demais.

24  horas em Edimburgo: segundo dia

No segundo dia de manhã acordamos cedo para explorar a cidade, afinal só tínhamos 24 horas em Edimburgo. Seguimos direto novamente pela Princess Street até as escadas que levam ao Parque Carlton Hill.

Mais uma vez a cidade me surpreendeu. O parque fica em uma colina e conta com monumentos famosos de Edimburgo. A vista é linda demais e de lá é possível ver quase toda a cidade, incluindo o Palácio de HolyroodHouse, a Royal Mile, o Castelo e o mar. No Carlton Hill você verá o “Nelson Monument”, Dugald Stewart Monument, os observatórios (o antigo e o novo) e o National Monument.

24 Horas em Edimburgo

Após aproveitar bastante o parque, descemos em direção ao Castelo de Edimburgo, passando pela rua mais famosa da cidade: a Royal Mile, essa sim cheia de turistas encantados pela maravilha medieval da Old Town.

Castelo de edimburgo

24 Horas em Edimburgo

A Royal Mile termina no Castelo de Edimburgo, que, claro, merece uma postagem só para ele. Para dar um gostinho, vale dizer que ele é muito legal de ser visitado. Além de conhecer um pouco da história da Escócia, você poderá ver as joias da coroa, a Capela de Santa Margarida, os aposentos reais e o imponente Grande Hall com suas armas e armaduras, além das prisões militares, os canhões do século XV, entre tantos outros detalhes. Você precisa separar algumas horas para conhecer em detalhes todo o castelo.

Ao sairmos do Castelo de Edimburgo almoçamos um hambúrguer bem gostoso na Royal Mile, mas não sei o nome do lugar (me julguem!). Após comermos, já era cerca de 16h, então descemos para o hotel passando pelo Princes Street Garden, XXXX. Já era hora de fazer o check-out e partir em direção ao aeroporto, pois Amsterdã, nosso destino seguinte, nos aguardava. O valor para visitar o Castelo de Edimburgo é um pouco salgado: hoje, setembro de 2017, está 17 euros.

Não precisa nem dizer que as 24 horas em Edimburgo não foram suficientes né. Eu voltei com a certeza que vou visitar a cidade novamente, com tempo de sobra para conhecer e experimentar cada cantinho da capital escocesa, mas sem dúvida deu tempo de colocá-la no top 3 da minha lista.

Hotel: Apesar do quarto bem pequeno, gostamos muito do Haymarket Hub Hotel. Ele é bem moderno, clean, limpo, silencioso, aconchegante e bem localizado. Não está no ponto mais buscado pelos turistas, que é a Royal Mile, mas o lugar é lindo, tem ótimos restaurantes, lojas e fizemos todo nosso roteiro a pé. Achamos bem bacana ficar no local com mais escoceses do que turistas. Indicamos demais.

O que não deu pra ver nas 24 horas em Edimburgo

  • Palácio de Holyroodhouse
  • Cathedral St. Giles’
  • Princess Street Gardens
  • Estátua do Greyfriars Bobby
  • Scottish National Gallery

Clima na Europa em novembro: muito frio e poucas filas
O que ver na National Gallery de Londres

Encontre seu hotel ideal em Edimburgo

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

RSS
Facebook
Instagram